Análise defende manutenção da prisão de condenados em 2ª instância

Pesquisa Datafolha de 17 de abril

A Foto Bento Viana Fotografia
Foto Bento Viana Fotografia

Rio de Janeiro/ RJ, Brasil – Pesquisa do instituto Datafolha publicada nesta terça-feira aponta que 57 por cento dos brasileiros apoia a prisão de réus condenados em segunda instância, como ocorreu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com o levantamento, publicado pelo jornal Folha de S.Paulo, a maioria dos entrevistados considerado justo que um acusado seja detido após ter a condenação confirmada em segundo grau, mesmo tendo direito a recursos a tribunais superiores.

Para 36 por cento dos entrevistados, o mais justo seria a prisão somente após a conclusão do processo em todas as instâncias possíveis do Judiciário, e 6 por cento não souberam responder, segundo o Datafolha.

O início do cumprimento da pena após condenação em segunda instância ganhou destaque recentemente devido à prisão do ex-presidente Lula, em 7 de abril, por condenação a 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região pelo caso do tríplex no Guarujá (SP).

A defesa do ex-presidente aposta em uma eventual mudança de entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre o assunto para que o ex-presidente saia da prisão.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Reuters Por Pedro Fonseca, edição Luján Frank Maraschio no Rio de Janeiro.

LOGOBIENDEFINIDO
Patrocinado, faz click.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: