Justiça observa a situação do abastecimento de combustível

  • Ministério Público Federal (MPF) pede informações sobre operação na Refinaria Duque de Caxias
  • O objetivo do procurador, segundo o MPF, é acompanhar a estado do abastecimento na região. Um dos questionamentos feitos foi sobre as medidas que estão sendo adotadas para impedir as obstruções feitas por caminhoneiros
Polícia do Exército reforça segurança no entorno de refinaria no Rio
Polícia do Exército reforça segurança no entorno de refinaria no Rio. Foto de Agência Brasil (EBC)

Rio de Janeiro/RJ – O Ministério Público Federal (MPF) expediu o dia 28 de maio ofício ao Gabinete de Intervenção Federal na segurança do Rio de Janeiro solicitando informações sobre a operação dos militares na Refinaria Duque de Caxias (Reduc). As Forças Armadas ocuparam a refinaria para garantir o abastecimento de combustível ao estado, que estava comprometido devido à paralisação dos caminhoneiros.

O ofício foi enviado depois de uma diligência na Reduc, feita na manhã de ontem pelo procurador da República Julio José Araújo Junior. O prazo para resposta do gabinete é de 24 horas.

O objetivo do procurador, segundo o MPF, é acompanhar a situação do abastecimento na região. Um dos questionamentos feitos foi sobre as medidas que estão sendo adotadas para impedir as obstruções feitas por caminhoneiros, mesmo depois do anúncio do acordo do governo com a categoria.

O procurador fez mais duas perguntas: “Considerando a participação de outras categorias e setores, como o das vans, quais medidas serão adotadas?” e “considerando a importância dos meios pacíficos de solução de controvérsias, mas tendo em vista o papel do Estado na defesa estratégica da refinaria, por que não há clareza quanto ao quantitativo de caminhões a serem liberados e à sua destinação?”

Júlio Araújo Junior disse que estranhou o fato de que a mobilização já não mencionava qualquer pauta reivindicatória dos caminhoneiros, mas somente o lema “intervenção militar já”, sendo que o dia de ontem seria, segundo os manifestantes, crucial para o desfecho do movimento.

Noticia de ocupação

Tropas das Forças Armadas ocuparam, desde o fim da tarde do domingo 27 de maio, as instalações da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), a principal do Rio de Janeiro, localizada na Baixada Fluminense. No local, foi montada uma central de escoltas, para garantir segurança no transporte de combustíveis em todo o estado.

A informação foi divulgada à noite, por meio de nota do Comando Conjunto das Forças Armadas no Rio de Janeiro.

“No complexo da Refinaria Duque de Caxias, tropas encontram-se ocupando parte das instalações físicas, onde está sendo estabelecida, pelos militares, uma central de escoltas e controle de saída de veículos. A finalidade desse procedimento é sistematizar o fluxo de abastecimento e alocar os meios necessários à segurança dos comboios destinados aos diferentes pontos do estado, dentro das prioridades estabelecidas pelo Gabinete de Gestão de Crise. Também foram disponibilizados à Secretaria de Segurança motoristas militares das três Forças, a fim de colaborar com o esforço de condução dos veículos de abastecimento”, destacou o Comando Conjunto.

Escoltas

Ainda segundo a nota, tropas estão circulando pelas principais rodovias do estado do Rio de Janeiro, a fim de garantir o livre trânsito e assegurar o direito constitucional de ir e vir.

“Estão sendo percorridos pelas tropas trechos da BR 101 Norte (até Campos dos Goytacazes), BR 101 Sul (até Paraty), BR 040 (até Petrópolis), BR 116 N (Rio-Teresópolis) e BR 116 S (até Resende). Ao longo desses trechos, as Forças Armadas oferecerão escoltas aos motoristas que desejarem seguir às suas regiões de destino, respeitando-se as divisas com os estados vizinhos (SP, ES e MG). Esse procedimento poderá ser repetido quantas vezes se façam necessárias.”

Cabe assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC). Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

cropped-organizacao1.jpg
Patrocinado. Associação na OIPOL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: