Crônica de operações da Polícia Civil fluminense contra o crime

A Foto A Divulgação PCRJ
Foto A Divulgação Polícia Civil Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) prenderam, na segunda-feira, Marco Antônio Ferreira Junior, acusado de tráfico de drogas.

De acordo com os agentes, Marco Antônio foi localizado no bairro de Todos os Santos, na Zona Norte do Rio. Ele era responsável pela distribuição de drogas em toda a Zona Norte da Cidade, realizando O tráfico do “asfalto”, fornecendo drogas sintéticas e maconha para usuários, sob encomenda.

Com Marco Antônio foram arrecadados 17 quilos de Maconha, 35 comprimidos de Ecstasy e 100 gramas de MDMA, além de R$ 4.750,00 em espécie.

Capturam condenado por estupro

Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) capturaram, na segunda-feira (27/08), Rosivaldo da Costa Silva, condenado por estupro de vulnerável.

Contra Rosivaldo havia mandado de prisão expedido a partir de investigações da Especializada.

Rosivaldo foi rastreado pelos policiais com base em informações obtidas sobre crimes de atribuição própria.

A prisão de Rosivald ocorreu em via pública, na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio. Ele não ofereceu resistência e será encaminhado ao sistema penitenciário, ficando à disposição da Justiça.

Prendem nacotraficantes

Na quarta e última fase da operação Próedos, policiais da 62ª DP (Imbariê) prenderam, nesta segunda-feira (27/08), 21 pessoas, sendo três em flagrante, envolvidas no tráfico de drogas que atua nas comunidades Rodrigues Alves e Vila Sapê, em Imbariê.

No total foram decretados 34 mandados de prisão preventiva, sendo 15 para réus presos e 19 para réus soltos, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias.

A ação foi dividida em quatro fases. A primeira apontou que o chefe do tráfico de entorpecentes Paulo Cesar Souza dos Santos, conhecido como Paulo Muleta ou PL, ainda coordenava, de dentro do presídio, a venda de drogas na comunidade Rodrigues Alves, dando ordens aos traficantes locais e escolhendo o gerente geral.

Os agentes também arrecadaram, naquela comunidade, um fuzil com a grafia PL e, com base nessa apreensão, a Justiça decretou sua prisão preventiva, cumprida no dia 15 de agosto de 2018. No final de junho desse ano, a VEP suspendeu sua prisão domiciliar e o criminoso foi solto.

No dia 21 de agosto deste ano, os agentes da 62ª DP cumpriram mandados de prisão preventiva contra os outros 14 traficantes que já estavam no sistema carcerário, entre eles antigas lideranças locais como os traficantes Evandro da Silva Machado, o Parafal, da comunidade Rodrigues Alves. Ele já havia sido preso em 2017, durante a operação conjunta da 62.ª DP e 3.ª CIA do 15.º BPM, e Jhony Xavier da Silva, o Russão ou Coroa, da Comunidade Vila Sapê.

Com base em dados de inteligência, os agentes deram início, na manhã do dia 24 deste mês, à terceira fase da operação. Os policiais conseguiram prender o chefe do tráfico Leonardo Assis da Silva, conhecido como Tom Hanks ou Sem Deus e sua companheira Mariana Andrade de Campos, na residência deles no interior da comunidade Rodrigues Alves.

Além do cumprimento do mandado de prisão, o casal foi autuado em flagrante, pois, na residência foram encontrados carregadores de fuzil, uma pistola Glock calibre 40 com dispositivo para tiro em rajada e material contábil do tráfico.

A prisão ocorreu sem que fosse necessário um único disparo e sem resistência do tráfico de drogas pela atuação cirúrgica das equipes.

Durante as investigações, os agentes apuraram que o casal adotou, com o lucro auferido com a venda de drogas, um estilo de vida nababesco, frequentando hotéis luxuosos da Zona Sul e da Barra da Tijuca.

Na ação de hoje, foram presos Douglas Jesus de Souza, o Droguinha, Vitor Cláudio Souza da Silva, além de Roger Pinheiro Jorge Filho, preso em flagrante na posse de um rádio transmissor.

Tiveram o mandado de prisão cumprido, os presos Paulo Cesar Souza dos Santos, o Paulo Muleta ou PL; Leonardo Assis da Silva, o Sem Deus ou Tom Hanks; Emerson da Silva David, o Beterraba; Bruno Ferreira Borges; Andrey Aguiar Rodrigues, o Dede; Lucas Henrique Silva, o LC; Jhony Xavier da Silva, o Russão ou Coroa; Patrick Colodino da Silva Lemos, o Pupu; Jean Souza Oliveira, o Cocão; Evandro Da Silva Machado, o Parafal; Rogério Pacheco de Souza, o Jhow; Rodrigo da Silva Moura, o Cara de Ovo; João Gabriel Anacleto, o Moto G; Jefferson dos Santos, o Jefinho, e Rodrigo Borges Ribeiro.

A operação teve apoio de policiais da 59ª DP (Nova Iguaçu), 60ª DP (Campos Elíseos), 61ª DP (Xerém), e da 65ª DP (Magé).

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela ASCOM, Assessoria de Comunicação. Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

IMG-20180728-WA0005
Solicitamos sua doação / Solicitamos su donación. Área Social OIPOL.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: