Ação militar acaba com líder do Estado Islâmico

  • Trump anuncia morte do terrorista, al-Baghdadi: “Morreu como um cão, um cobarde.”
A Foto A-
Abu Bakr al-Baghdadi. Foto AFP

“Na noite passada, os Estados Unidos levaram o líder terrorista número um do mundo à justiça”, anunciou Trump na Casa Branca neste domingo.

“Não tivemos baixas nesta operação”, mas um grande número de combatentes de Baghdadi foram mortos, anunciou o presidente Trump no domingo pela Casa Branca.

Trump disse que o líder do Estado Islâmico estava escondendo um túnel a tentar fugir, “choramingando, chorando e gritando por todo o caminho”. Trump disse que Baghdadi activou o seu colete suicida, matando também três crianças.

Relatos da imprensa incidam que a missão na província de Idlib, na Síria, incluíu helicópteros, caças e drones.

Em julho, um relatório da ONU alertou que os líderes seniores do Estado Islâmico “estão entre os que chegaram à área de Idlib”.

A morte de Baghdadi fora anunciada erroneamente várias vezes.

A sua última mensagem de áudio supostamente foi lançada em setembro, na qual prometia que a guerra contra os Estados Unidos e seus aliados estava longe de terminar.

A voz, supostamente a de Baghdadi, disse aos apoiantes durante a gravação de áudio de mais de 30 minutos que os Estados Unidos “estão agora a afogar-se no atoleiro” do Iraque e do Afeganistão, acrescentando que Washington não tinha poder para ajudar os seus aliados na região e ao redor do mundo.

“Ele não pode mais fazer nada além de falar no vazio e falsas promessas aos seus parceiros”, dizia a voz, segundo uma tradução do SITE Intelligence Group.

“A roda do atrito está a funcionar suavemente pela graça de Allah, diariamente e em diferentes frentes”, acrescentou a voz.

Desde 2016, os Estados Unidos tem vindo a oferecer uma recompensa de até 25 milhões de dolares por informações que ajudassem a levar Baghdadi à justiça. Apenas uma outra pessoa, o líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, tem uma recompensa tão alta.

Em março de 2014, a esposa de Baghdadi foi libertada por militantes da Frente Al-Nusra, ligados à Al Qaeda, juntamente com os seus dois filhos e filha, em troca de 13 freiras mantidas em cativeiro por esse grupo. Foi relatado que apenas a menina era filha de Baghdadi. Os dois meninos eram filhos de um homem com quem sua esposa, Sujidah al-Dulaimi, se casara antes de o conhecer.

Baghdadi nasceu em 1971 em Samarra, Iraque. Ele foi capturado pelas forças americanas e mantido em Camp Bucca, ao longo da fronteira Iraque-Kuwait, em algum momento entre 2003 e 2009, antes de ser libertado.

Em 2014, declarou a criação do “califado” do Estado Islâmico na Síria e no Iraque e declarou-se califa.

O próprio EI rapidamente invadiu grande parte do Iraque e da Síria e, no seu auge, pode ter controlado até 40% do Iraque.

Em junho de 2017, o governo iraquiano declarou vitória sobre o EI na cidade de Mosul. O primeiro-ministro iraquiano Haider al Abadi declarou vitória completa sobre o grupo militante em dezembro de 2017.

Em março de 2019, as forças das Forças de Defesa da Síria apoiadas pelos Estados Unidos anunciavam a libertação de Baghuz, o último território do EI na Síria.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Voz das América (VOA). Edição, Área Jornalística OIPOL.

LOGO2 PORT
Área Jurídica OIPOL de plantão para auxilia, aqui…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: