EUA comprometidos com solidariedade para com o povo venezuelano

  • Quatro métodos utilizados para salvar vidas na Venezuela
Political Crisis In Venezela
A ajuda humanitária para a Venezuela é mantida em um depósito na Ponte Internacional Las Tienditas, em Cúcuta, Colômbia, na fronteira com a Venezuela, no dia 21 de fevereiro de 2019. (Foto: Elyxandro Cegarra,/ NurPhoto)

A deterioração das condições políticas e econômicas da Venezuela transformaram o país, que já foi rico, em um dos mais pobres da região. Para demonstrar seu compromisso e sua solidariedade para com o povo venezuelano, os Estados Unidos anunciaram, durante a 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), o envio de cerca de US$ 119 milhões em ajuda humanitária adicional para enfrentar a crise.

Abaixo estão quatro meios de assistência com os quais a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) está salvando vidas na Venezuela:

Assistência de saúde essencial

Com 90 por cento dos hospitais enfrentando escassez dos principais suprimentos – incluindo medicamentos e água – a USAID está dando prioridade aos programas de saúde na Venezuela através da prestação de serviços básicos de saúde, um melhor acesso aos suprimentos médicos e remédios essenciais, treinamento fundamental de prestadores de serviços de saúde e apoio aos esforços para tratamento e imunização da malária, para evitar a propagação de doenças infecciosas.

Apoio aos programas de água e saneamento

A assistência da USAID na Venezuela inclui o fornecimento de água potável e serviços de caminhões-pipa, melhora no gerenciamento de resíduos sólidos, distribuição de kits de higiene, apoio às atividades para promover a higiene e os reparos em estações para lavagem das mãos, vasos sanitários e incineradores nos centros médicos, para ajudar a evitar a disseminação de doenças infecciosas.

Assistência alimentícia de emergência

O Plano de Resposta Humanitária da ONU identificou mulheres grávidas e crianças entre os grupos vulneráveis que requerem alimentação e nutrição essenciais. A USAID financia refeições quentes nas cozinhas comunitárias e nas escolas, além de orientar as mães sobre práticas alimentícias adequadas. Também apoia atividades de orientação nutricional, treinamento para trabalhadores de nutrição e programas de prevenção e tratamento da desnutrição.

Apoio aos programas de proteção

Em tempos de crise, a USAID trabalha para proteger os venezuelanos vulneráveis da violência e exploração. Na Venezuela, os programas de proteção incluem a disponibilização de espaços propícios para crianças, aumentando a conscientização sobre a violência de gênero e o apoio a ambientes seguros, com base na comunidade, que promovam o bem-estar dos venezuelanos vulneráveis.

Com esse novo financiamento, os Estados Unidos enviarão US$ 568 milhões em assistência humanitária e de desenvolvimento para apoiar programas na Venezuela e em toda a região.

Desse valor, mais de US$ 472 milhões serão empregados para financiar programas humanitários para salvar vidas e apoiar os objetivos do Plano de Resposta Humanitária da ONU, que busca prestar assistência a 2,6 milhões de pessoas em situação de extrema necessidade na Venezuela.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por ShareAmerica / Diálogo. Edição, Área Jornalística OIPOL.

escudo_ciip
Área Acadêmica exclusiva OIPOL Elite, com diversos benefícios para associados da Organização Internacional de Policiais. Ler em idioma espanhol …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: