Brasil inaugura centro de inteligência de segurança da Região Norte

A Foto A-
Ministro Sérgio Moro. Antonio Cruz/Agência Brasil

A Região Norte do Brasil ganhou o dia 13 de dezembro mais um centro estratégico para o enfrentamento do crime organizado. O local vai reunir, em Manaus, profissionais da área de inteligência em segurança pública de cada um dos sete estados da região (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) e do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública – Regional Norte (CIISPR-Norte) é o quarto a entrar em operação este ano. Em agosto, o ministério inaugurou o Centro Integrado de Inteligência Nacional (CIISP-N), responsável por estabelecer as diretrizes nacionais e coordenar os trabalhos dos centros regionais. Também já estão funcionando os centros da Região Nordeste (CIISPR-NE) e da Região Sul (CIISPR-SUL). O órgão afirma que, em breve, serão inaugurados os centros das regiões Centro-Oeste e Sudeste.

Segundo a pasta, cada centro vai promover a integração das atividades regionais de inteligência policial, agilizando o fluxo de informações entres as agências dos estados que participam da iniciativa. Entre as principais funções dos centros integrados estará a coleta, análise e disseminação de inteligência para tomadores de decisão dos estados e demais agências de inteligência de segurança pública do país. Os agentes também terão acesso ao material produzido por outros órgãos e instituições públicas.

De acordo com o ministério, os profissionais poderão coletar informações sobre integrantes das organizações criminosas e subsidiar a elaboração de estratégias preventivas de combate ao tráfico de armas, de drogas e redução de violência criminosa.
Integração

“Esta é uma iniciativa importante. A integração é fundamental, é o ponto central da política de Justiça e segurança pública do governo federal”, disse o ministro Sergio Moro, ao participar da cerimônia de inauguração do centro da região Norte na tarde de hoje.

“Basicamente, a ideia é reunirmos, em um mesmo ambiente, agentes de segurança pública dos estados, do governo federal e de agências relacionadas e comprometidas de alguma maneira com a segurança pública. Isso permite que tenhamos compartilhamento de banco de dados, de inteligência e que tenhamos um diagnóstico mais preciso das necessidades de Justiça e segurança pública regionais”, acrescentou o ministro, lembrando que a criação dos centros foi iniciada ainda no governo passado, mas adotada como prioritária em sua gestão.

É procedente asilanar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC). Edição, Área Jornalística OIPOL.

Foto Difusión Grande 3
Assistência de saúde internacional, solicite seu orçamento aqui.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: