Retos do Sistema Brasileiro de Inteligência

  • Ingresso foi aprovado em reunião do Consisbin, que também marcou a posse do ministro Augusto Heleno como novo presidente
A Foto A -----
Augusto Heleno destacou os desafios para a atividade de inteligência no país

O Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de Inteligência (Consisbin) aprovou a entrada de cinco novas instituições no SISBIN: a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel); a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP); a Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos (Conportos); o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (SEOPI/MJ).

O ingresso foi chancelado durante reunião ordinária do Consisbin, realizada na sede da ABIN, em Brasília/DF.

A Foto A-
SISBIN – Sistema Brasileiro de Inteligência

SISBIN conta atualmente com 42 instituições

O encontro também marcou a posse do seu novo presidente, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e de 12 novos conselheiros – incluindo o diretor-geral da ABIN, Alexandre Ramagem.

O SISBIN contava com 37 membros – anteriormente, chegou a ser 38, mas houve a saída da Divisão de Inteligência Estratégico-Militar (DIEM) devido à reestruturação do Sistema de Inteligência da Marinha (Simar). Agora, com o ingresso dos novos órgãos, o Sistema passa a abranger 42 integrantes. As instituições iniciaram o processo de ingresso este ano e visitas técnicas foram feitas aos órgãos postulantes no mês de agosto.

Balanço

Além da deliberação sobre novos integrantes, o encontro teve apresentação do diretor-geral da ABIN sobre as diretrizes e perspectivas do SISBIN. Ramagem fez um balanço das ações desenvolvidas e ressaltou o aprofundamento das interações entre os órgãos parceiros em 2019.Augusto Heleno destacou os desafios para a atividade de inteligência no país

Já o ministro do GSI pontuou os desafios do Sistema Brasileiro de Inteligência e afirmou que “essa reunião é fundamental para a integração entre os órgãos, que têm grande destaque no assessoramento ao processo decisório nacional”.

Os conselheiros reafirmaram o compromisso com o SISBIN e com os avanços na atividade de Inteligência, e ressaltaram o aprimoramento da integração e do compartilhamento de dados e informações entre os órgãos do Sistema.

Também atua na proteção das informações sensíveis e estratégicas do Estado brasileiro.

SISBIN

A Foto A---
SISBIN reúne órgãos do governo para a troca de informações de Inteligência

Cabe assinalar que, o Sistema Brasileiro de Inteligência (SISBIN) foi instituído pela Lei 9.883, de 7 de dezembro 1999, com o objetivo de integrar as ações de planejamento e execução das atividades de Inteligência do Brasil. É um espaço que reúne, atualmente, 42 órgãos federais para a troca de informações e conhecimentos de Inteligência.

Sob a coordenação da ABIN, estabelecida por lei como seu órgão central, o SISBIN é responsável pelo processo de obtenção e análise de informações e produção de conhecimentos de Inteligência necessários ao processo decisório do Poder Executivo.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agencia Brasileira de Inteligência (ABIN). Edição, Área Jornalística especializada de OIPOL.

a-international1-1
Área Inteligência OIPOL, estamos de prontidão. Investigações criminais, financeiras e comerciais no mundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: