Perigoso traficante brasileiro é detido em Moçambique

A polícia deteve, na segunda-feira, 13, em Maputo, um dos traficantes mais perigosos do Brasil: Gilberto Aparecido dos Santos, conhecido como “Fuminho”.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil diz que a detenção do cadastrado

a-foto-a-1-10
Gilberto Aparecido dos Santos, conhecido como “Fuminho”. Foto Voa News.

resultou de uma ação que teve a colaboração do Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América e da Polícia de Moçambique.

Fuminho, de 49 anos de idade, é considerado pelas autoridades brasileiras como o maior fornecedor de cocaína a uma organização criminosa designada Primeiro Comando da Capital (PCC), com milhares de membros no Brasil e países vizinhos.

Na altura da detenção, no luxuoso Montebelo Indy Maputo Congress Hotel (ex-Indy Village), Fuminho, não resistiu aos homens do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic), escreve Carta de Moçambique. Consta que teria estado numa clinica de Maputo para tratar um ferimento na perna.

O foragido de uma cadeia brasileira, desde 1999, estava na companhia de um compatriota e um nigeriano.

Fuminho terá chegado a Maputo, em Março, proveniente da Bolívia, onde liderava uma rede de narcotráfico.

Ele será oportunamente extraditado.

“Vamos trabalhar com as autoridades de Moçambique para trazê-lo ao Brasil, onde responderá por seus crimes”, escreveu, no Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Vídeos vinculados

 

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Voa News. Edição, Área Jornalística Oipol.

Seguros de Viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: