Autoridades de EUA e da Costa Rica apreendem 771 quilos de cocaína

A Guarda Costeira dos EUA e autoridades costarriquenhas apreenderam aproximadamente 771 quilos de cocaína no dia 9 de abril, com valor estimado de mais de US$ 29 milhões, em um barco pesqueiro nas águas internacionais do Oceano Pacífico, na costa da América Central, informou o 11º Distrito do Sudoeste do Pacífico da Guarda Costeira dos EUA.

“Essa interdição é um grande exemplo do que podemos realizar com fortes parceiros internacionais”, disse o Contra-Almirante Peter Gautier, comandante do 11º Distrito da Guarda Costeira. “A tripulação da nossa Guarda Costeira executou um exaustivo trabalho de abordagem e busca na [embarcação de bandeira costarriquenha] Amanda M, onde confiscaram cocaína avaliada em US$ 29 milhões. Nossos parceiros da Costa Rica desempenharam um papel fundamental para o sucesso dessa operação, que abalará as redes criminosas na região durante esse grande surto.”

Cocaína escondida

Enquanto realizava o patrulhamento, a tripulação do helicóptero Dolphin MH-65 do Esquadrão Tático de Interdição de Helicópteros de um cruzador da Guarda Costeira dos EUA identificou no início de abril um barco pesqueiro suspeito de contrabando de drogas e requisitou assistência de uma aeronave da patrulha marítima do Serviço de Vigilância Aérea da Costa Rica. O pesqueiro, com quatro suspeitos contrabandistas a bordo, tinha diversos compartimentos falsos ocultos em todo o barco, onde a cocaína estava escondida, disse a Guarda Costeira.

No dia 1º de abril, o Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) começou a reforçar operações antinarcóticos aprimoradas no hemisfério ocidental, para interromper o fluxo de drogas, de acordo com os objetivos de segurança nacional. Diversas agências dos departamentos de Defesa, Justiça e Segurança Nacional dos EUA cooperam no esforço para combater o crime organizado transnacional.

“A luta contra os cartéis de drogas no leste do Oceano Pacífico requer a unidade de esforços em todas as fases, desde a detecção, o monitoramento e as interdições, até os processos criminais instaurados pelos parceiros internacionais e promotores dos EUA em todos os distritos da nação”, informou o Gabinete de Relações Públicas do SOUTHCOM em um comunicado à imprensa. “A fase de imposição da ordem pública nas operações antinarcóticos no leste do Oceano Pacífico é realizada sob a autoridade do 11º Distrito da Guarda Costeira, com sede em Alameda, Califórnia. As interdições, incluindo as abordagens efetivas, são comandadas e executadas por membros da Guarda Costeira dos EUA.”

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Marcos Ommati/Diálogo. Edição, Área Jornalística Oipol.

Membresía - afiliación

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: