Protegendo a fronteira cibernética dos EUA com um ‘caminho limpo’ de 5G

O Departamento de Estado dos EUA começará a exigir um “caminho limpo” para todo o tráfego de rede 5G entre as representações diplomáticas americanas e os Estados Unidos, à medida que as instalações diplomáticas dos EUA no exterior avançam no sentido de adotar a tecnologia habilitada para 5G.

“Simplificando, nas redes 5G que estão por vir, o tráfego de dados móveis que entrar nos sistemas diplomáticos americanos estará sujeito a novos e rigorosos requisitos se houver transitado por equipamentos da Huawei”, disse o secretário de Estado, Michael R. Pompeo, em 29 de abril*.

A internet sem fio de quinta geração (5G) promete ser incrivelmente rápida, mas também apresenta riscos significativos advindos de fornecedores não confiáveis, como as empresas de equipamentos de telecomunicações Huawei e ZTE da República Popular da China (RPC).

As empresas da RPC são obrigadas pela Lei Nacional de Inteligência do país a “apoiar, assistir os esforços nacionais de inteligência e cooperar com eles”. E também manter toda essa cooperação em segredo.

“Continuaremos fazendo tudo o que pudermos para manter nossos dados cruciais e nossas redes protegidos do Partido Comunista Chinês”, afirmou Pompeo.

O objetivo da política “Caminho Limpo 5G” do Departamento de Estado é impedir que fornecedores de TI não confiáveis acessem os sistemas do Departamento de Estado​.

WhatsApp Image 2020-05-08 at 09.50.30 (1)

Tuíte:
Secretário Pompeo: Os EUA estão implementando uma cláusula de CAMINHO LIVRE 5G da Lei de Autorização de Defesa Nacional 2019. Fornecedores não confiáveis, como Huawei e ZTE, não terão acesso aos sistemas do Departamento de Estado. Seguiremos a letra da lei visando garantir um caminho limpo para o tráfego 5G que entrar em nossas instalações e manter nossos dados seguros na fronteira cibernética. @SecPompeo #5G @StateDept

O Departamento de Estado já havia manifestado preocupação com a segurança das redes 5G, em particular aquelas que incluem equipamentos ou software de empresas da RPC.

As preocupações são baseadas nas próprias leis da China. Os fornecedores de telecomunicações da RPC são obrigados por lei a servir os interesses do Partido Comunista Chinês e de seus serviços de inteligência. Se a Huawei ou outros fabricantes de equipamentos chineses construírem a infraestrutura subjacente de um país para 5G, o governo chinês terá o potencial de exercer controle sobre essas redes.

Um fornecedor não confiável pode vasculhar os dados que trafegam pela rede 5G de outro país visando rebaixar serviços dependentes de dados ou acessar informações confidenciais. O fornecedor também pode ser obrigado a interromper ou manipular serviços essenciais executados na rede.

Assim como os Estados Unidos adotam “ações para defender nossas fronteiras físicas, também estamos defendendo os EUA nas fronteiras cibernéticas”, afirmou Pompeo.

Artigos relacionados

Alertam sobre fornecedores não confiáveis

AP_18303189668590-1068x712
A empresa chinesa de tecnologia Huawei está concorrendo em licitação para obter contratos de 5G, mas ela representa um risco de segurança, segundo os EUA (© Mark Schiefelbein/AP Images)

ShareAmerica, 13 de maio de 2019 -Redes de quinta geração (5G) vão revolucionar as economias futuras, mas também vão introduzir uma série de riscos significativos. À medida que os países constroem suas redes 5G, eles devem trabalhar com parceiros confiáveis a fim de minimizar esses riscos, declarou um alto funcionário dos EUA.

“Questões de política cibernética são fundamentais não somente para proteger redes de comunicação, mas também para a segurança nacional, os direitos humanos e a prosperidade econômica em todo o mundo”, disse Robert Strayer, diplomata especialista em cibernética, do Departamento de Estado dos EUA, a jornalistas em 29 de abril.

Strayer enfatizou que os EUA estão se engajando com parceiros e aliados a fim de compartilhar preocupações em relação à segurança da infraestrutura e de redes 5G no futuro. Um elemento importante disso é a avaliação cuidadosa da cadeia de fornecimento da rede 5G e dos fornecedores de equipamentos voltados para essa geração de internet móvel.

shutterstock_336544214-630x420
(© Sattaya/Shutterstock)

“Devemos nos preocupar com cada item da rede 5G”, disse Strayer. “Nenhuma parte de uma rede 5G deve ter peças ou software advindos de um fornecedor que possa estar sob o controle de um governo autoritário.”

Se a infraestrutura no coração da 5G — como torres de celular, servidores de redes e softwares essenciais — for controlada por um fornecedor não confiável ou uma potência estrangeira, garante Strayer, eles poderiam fazer qualquer uma destas coisas: “minar a segurança da rede para extrair informações pessoais, realizar espionagem, distribuir ataques cibernéticos e abalar infraestrutura crucial”.

“Quando se trata da Huawei e da ZTE, os Estados Unidos têm sido bem claros: não acreditamos que uma pessoa possa ter [essa] tecnologia em seus sistemas e ainda ter uma rede confiável”, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, em 8 de maio se referindo às empresas de tecnologia chinesas que se alinharam estreitamente com o governo chinês.

“Não há como mitigar efetivamente o risco de ter um fornecedor não confiável [mesmo] no perímetro da rede”, disse Strayer.
Olhando para o futuro

Com velocidades de dados mais rápidas e conexões sem fio mais confiáveis, espera-se que a tecnologia 5G seja incorporada em tudo, desde redes elétricas inteligentes a carros autônomos e eletrodomésticos.

“Achamos que os riscos não poderão ser maiores em relação à tecnologia 5G em função de tudo que criarmos nos próximos anos além dessa tecnologia”, disse Strayer à BBC*. “Acreditamos que há um risco inaceitável em permitir que fornecedores não confiáveis ​​proporcionem essa infraestrutura básica porque eles poderiam interferir em qualquer um desses serviços cruciais.”

5G, veja o que isso significa

ShareAmerica, 9 de novembro de 2018 – Há muita agitação ultimamente sobre o advento da internet sem fio 5G (de quinta geração) — a próxima geração de tecnologia de banda larga móvel. Ansiosamente aguardada por consumidores e empresas, a internet 5G revolucionará a tecnologia oferecendo conexões ultrarrápidas, atrasos mínimos e uma série de novas aplicações.

72yxpuj3u9111
(Depto. de Estado/D. Thompson)

Enquanto a internet 4G abriu o caminho para o uso generalizado da internet móvel, a 5G será até 100 vezes mais rápida, proporcionando a conveniência de downloads de filmes quase que instantaneamente e tornando os carros autônomos mais seguros. Também oferecerá a médicos e enfermeiras leituras em tempo real dos sinais vitais de pacientes em locais distantes.

A tecnologia, que as empresas dos EUA estão aprimorando rapidamente para comercializar, também vai resolver o congestionamento que assola as redes de telefonia celular existentes, quando um número demasiado de pessoas tenta usar o mesmo sinal de torres de celular ao mesmo tempo.
Começou a corrida

A internet 5G será implementada de forma incremental até que novas infraestruturas sejam instaladas localmente e em todo o mundo. Fabricantes e empresas de serviços wireless (sem fio) estão disputando a entrada dos primeiros telefones 5G nas lojas no início de 2019.

A nova infraestrutura deve acomodar o tráfego gerado por bilhões de dispositivos conectados à internet e ávidos em relação à largura de banda: smartphones com transmissão em alta definição, câmeras de segurança, relógios de pulso com planos de dados, hardware de realidade aumentada e virtual, e muito mais.

Isso exigirá muito mais antenas em torres de celular e telhados. Os consumidores também terão de comprar novos dispositivos para usar a 5G, porque os atuais smartphones 3G e 4G não conseguirão se conectar à nova rede de alta velocidade.

Durante uma cúpula na Casa Branca sobre 5G em 28 de setembro, que reuniu líderes do setor, reguladores e legisladores, Larry Kudlow, assessor econômico do presidente, previu que a inovação vai desencadear “tempestades de rupturas criativas”, criar empregos e resultar no crescimento da economia.

O presidente da Comissão Federal de Comunicações, Ajit Pai, prevê que a internet 5G “liberará novos serviços e aplicações que melhorarão nosso padrão de vida”.

Na maioria dos países, a conversão completa para 5G é provável até 2020, mas em alguns lugares, lançamentos preliminares de 5G já estão em andamento.

A gigante de telecomunicações Verizon começou recentemente a oferecer serviços limitados de banda larga 5G para clientes em suas casas, começando em Houston, Indianápolis, Los Angeles e Sacramento. Seus rivais dos EUA também planejam lançamentos até 2019.

Em outros lugares, o Qatar e os Emirados Árabes Unidos introduziram o serviço 5G em algumas áreas, e a Coreia do Sul ofereceu cobertura 5G limitada nas Olimpíadas de Inverno de 2018.

Admirável mundo novo

A prestação de cuidados médicos pode ser transformada pela internet 5G. Existem hoje aplicativos que permitem que pacientes compartilhem leituras de pressão sanguínea e glicemia na web com cuidadores, mas a 5G poderia facilitar cirurgias remotas e criar um ambiente hospitalar virtual para o tratamento de pacientes.

E o alcance da 5G quase certamente vai além dos dispositivos móveis. Analistas dizem que pode, em última análise, substituir o cabo.

Com toda a empolgação da estreia da internet 5G, o potencial de tecnologia não será aparente até que a 5G seja totalmente integrada à vida das pessoas. A indústria de tecnologia está fornecendo um vislumbre do que está por vir, mas a história real vai se revelar em 2020 e além.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por ShureAmérica. Edição, Área Jornalística Oipol.

a-international1-1
Área Inteligência OIPOL, estamos de prontidão. Investigações criminais, financeiras e comerciais no mundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: