EUA apoia operações antinarcóticos no Caribe

A Força Aérea dos EUA destacará temporariamente quatro aeronaves e tripulantes em Curaçao, para apoiar as operações avançadas antinarcóticos com seus parceiros internacionais, visando combater o narcotráfico no Caribe.

Dois aviões de patrulhamento, um E-3 Sentry (AWACS) e um E-8 Joint STARS (JSTARS), com o apoio de duas aeronaves de reabastecimento aéreo KC-135 Stratotanker, participarão de missões de detecção e monitoramento no espaço aéreo internacional, para ajudar as autoridades de manutenção da ordem pública dos EUA e internacionais a deter e derrotar as organizações criminosas transnacionais que traficam drogas ilícitas na região.

Aproximadamente 200 integrantes das forças aéreas, incluindo tripulantes, técnicos de manutenção, especialistas em logística e pessoal administrativo apoiarão a operação.

As aeronaves operarão a partir do Centro de Segurança Cooperativa (CSL, em inglês) de Curaçao, também comumente denominado centro de operação avançada, situado em Willemstad.

As aeronaves da Força Aérea dos EUA realizaram previamente missões similares a partir do CSL no âmbito de um acordo de parceria de combate ao narcotráfico assinado há duas décadas com os governos de Curaçao e do Reino dos Países Baixos.

Curaçao é um parceiro regional comprometido, cujo apoio constante às operações antidrogas multinacionais tem uma função vital para atacar o fluxo mortal de narcóticos traficados em todo o mundo por organizações criminosas violentas.

Os Estados Unidos anunciaram as operações avançadas antinarcóticos no dia 1º de abril. Desde então, os EUA já colaboraram com seus parceiros internacionais em mais de uma dúzia de eventos de interdição no Caribe.

Até o momento, as operações avançadas antinarcóticos dos EUA permitiram a apreensão de mais de 49 toneladas métricas de cocaína e quase 5.900 quilos de maconha, uma perda de cerca de US$ 1,2 bilhão para as organizações criminosas transnacionais. As autoridades de manutenção da ordem pública também detiveram mais de 160 contrabandistas de drogas durante as operações.

Esse destacamento demonstra a promessa duradoura do Comando Sul dos EUA de amizade, parceria e solidariedade com seus parceiros.

Vinte e dois países apoiam os esforços antinarcóticos, como parte da Força-Tarefa Conjunta Interagencial Sul. As nações comprometidas em contribuir para o esforço internacional já estiveram envolvidas em 75 por cento das interdições de drogas este ano.

Durante décadas, as organizações criminosas transnacionais buscam explorar a região do Caribe para traficar entorpecentes, principalmente cocaína, para os Estados Unidos, Europa e outros destinos no mundo inteiro.

A cooperação internacional contra as atividades do narcotráfico na região impede que as organizações criminosas consigam se estabelecer, ameacem a segurança dos cidadãos e fragilizem as comunidades legais no Caribe.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Gabinete de Relações Públicas do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) / Revista Diálogo. Edição, Área Jornalística Oipol.

maxresdefault-7
Oitravels Passagens Rodoviários, aquí pode comprar com seu cartão de credito. Passagens corporativos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: