Milhões de pessoas no mundo são vitimas do trafico humano

O tráfico de pessoas é uma epidemia global

Atualmente, 25 milhões de pessoas em todo o mundo são vítimas de traficantes de seres humanos. O tráfico de pessoas é uma epidemia global. Saiba mais sobre suas diferentes formas e como estar ciente disso em sua comunidade.

Pompeo: a escravidão moderna não tem lugar no mundo

Vítimas do tráfico de pessoas mostram o estado de suas mãos por terem sido obrigadas a extrair carvão para pagar suas dívidas. Às vezes, os proprietários de minas forçam famílias inteiras a trabalhar a vida inteira para pagar uma dívida ou obrigação (© Todos os direitos reservados)

O tráfico de pessoas permanece uma questão premente e terrível que o governo dos EUA está empenhado a erradicar.

O secretário de Estado, Michael R. Pompeo, anunciou que o Departamento de Estado dos EUA vai investir US$ 25 milhões adicionais no Programa para Acabar com a Escravidão Moderna, esforço direcionado visando reduzir a prevalência de tráfico de pessoas em determinados países ou regiões.

Esse acréscimo recente eleva o investimento total dos EUA para US$ 75 milhões por parte dos EUA, tornando-o o maior programa de combate ao tráfico do Departamento de Estado.

O secretário fez o anúncio* em 29 de outubro ao presidir a Força-Tarefa Interagências para Monitoramento e Combate ao Tráfico de Pessoas, que coordena esforços no governo dos EUA no âmbito dessa questão.

Juntamente com Pompeo estavam Ivanka Trump, assessora do presidente, vários membros do Conselho Consultivo dos EUA sobre o Tráfico de Pessoas e representantes de 18 outros departamentos e agências federais.

WhatsApp Image 2020-06-24 at 10.04.03Tuíte:
Ivanka Trump: O presidente dos EUA prometeu ser uma voz para os sem voz, e não há população mais vulnerável do que as vítimas de tráfico humano. Fiquei honrada em me juntar ao secretário Pompeo e a lideranças de 19 agências do governo americano para coordenar e acelerar esforços a fim para acabar com este flagelo do mal. @POTUS #EndTrafficking #PITF @IvankaTrump @SecPompeo

Através deste Relatório sobre o Tráfico de Pessoas*, o Departamento de Estado avalia o que os governos ao redor do mundo estão fazendo para combater esse crime.

“O governo Trump está empenhado em pôr fim ao tráfico de pessoas por suas cerca de 25 milhões de vítimas globais”, disse Pompeo em 29 de outubro. “A escravidão moderna simplesmente não tem lugar no mundo.”

Honrando heróis que lutam contra o tráfico de pessoas

Myanmar Six Years Gone
Uma vítima de tráfico em um campo de refugiados no norte do estado de Kachin, Birmânia, em março de 2018 (© Esther Htusan/AP Images)

O tráfico de pessoas é uma mancha sobre toda a humanidade, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo.

Enquanto o Departamento de Estado dos EUA divulgava o seu Relatório sobre o Tráfico de Pessoas 2019 em 20 de junho, Pompeo e a assessora presidencial Ivanka Trump prestaram homenagem a oito pessoas que trabalham para combater o tráfico em todo o mundo.

“Um dos maiores equívocos sobre o tráfico de seres humanos é o de ser sempre transnacional”, mas esse não é frequentemente o caso, disse Pompeo. Na realidade, “os traficantes exploram cerca de 77% das vítimas em seu próprio país”.

Neste momento, os traficantes estão privando cerca de 24,9 milhões de pessoas de sua liberdade e dignidade humana básica. Por isso, “precisamos permanecer firmes em nossos dois objetivos de liberdade para cada vítima e justiça para cada traficante”, disse Pompeo.

Eis aqui os heróis antitráfico deste ano homenageados no Departamento de Estado:

Adélaïde Sawadogo, de Burkina Fasso, trabalhou durante décadas para combater o tráfico de pessoas e ajudou diretamente mais de 1.500 sobreviventes do tráfico.

Daniel Rueda e Veronica Supliguicha, do Equador, cofundaram uma organização para cuidar de sobreviventes do tráfico. Eles administram um abrigo e trabalham com o governo equatoriano para impedir o tráfico.

Agnes De Coll, da Hungria, lidera a unidade de combate ao tráfico de uma das principais organizações da sociedade civil da Hungria, que fornece apoio e orientação aos sobreviventes.

Irmã Gabriella Bottani, da Itália, lidera uma extensa rede internacional de irmãs católicas comprometidas em prevenir o tráfico de pessoas e conectar os sobreviventes a serviços essenciais.

Roseline Eguabor, da Itália, é uma sobrevivente do tráfico que trabalha para ajudar outros sobreviventes a obter o apoio de que precisam e se reintegrar à sociedade.

Raoudha Laabidi, da Tunísia, é uma juíza que tem sido a força motriz dos esforços da Tunísia para implementar uma nova lei de tráfico humano e uma estratégia abrangente de combate ao tráfico.

Camilious Machingura, do Zimbábue, trabalha com sobreviventes do tráfico de pessoas em comunidades rurais em todo o Zimbábue e ajudou a elevar a questão do tráfico humano como uma prioridade política para o governo do Zimbábue.
Prioridade máxima dos EUA

No Departamento de Estado, “nos engajamos em atividades durante todo o ano com nossos parceiros em mais de 80 países para apoiar programas de combate ao tráfico em todo o mundo”, disse Pompeo. A mensagem “é muito clara: se vocês não enfrentarem o tráfico, os Estados Unidos enfrentarão vocês”.

WhatsApp Image 2020-06-24 at 10.10.11Tuíte:
Secretário Pompeo: O Relatório TIP 2019 demonstra que, quando os governos aplicam leis antitráfico fortes e abrangentes, eles garantem proteções para todas as vítimas, incluindo o tráfico interno de pessoas. Juntos, vamos dizer aos criminosos: Não vamos tolerar isso e vocês serão punidos. #TIPReport @SecPompeo https://twitter.com/SecPompeo/status/1141720210996637696

Retuíte:
Departamento de Estado/secretário Pompeo: Através do Relatório Anual sobre o Tráfico de Pessoas, avaliamos o que os governos de todo o mundo estão fazendo para combater este crime. O Relatório TIP é uma ferramenta de valor incalculável para nos armar com as informações mais recentes e orientar nossa ação internamente e no exterior. #TIPReport https://go.usa.gov/xycsG @StateDept

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por ShareAmeric. Edição, Área Jornalística Oipol.

a international1 (1)
Área de Inteligência da OIPOL superando limites de profesionalismo, veja…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: