Polícia brasileira fecha o cerco contra o narcotráfico

Nas últimas semanas, a Polícia Federal (PF) intensificou as operações contra o narcotráfico em diversas regiões do Brasil. Em 19 de maio, a PF deflagrou a Operação Alias para desarticular uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas.

A organização era sediada na cidade de Guajará-Mirim, estado de Rondônia, na fronteira com a Bolívia, e contava com uma cadeia de comando dividida e estruturada. Seus integrantes traficavam drogas oriundas da Bolívia e do Peru e as enviavam a outros estados brasileiros. O líder teria utilizado vários documentos falsos para despistar a atuação policial.

Os agentes cumpriram seis mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão em quatro cidades das regiões norte e nordeste. Um dos investigados está foragido no Peru.

“Os integrantes do grupo criminoso atuavam recebendo droga de fornecedores bolivianos e peruanos e transportavam o entorpecente para os centros consumidores, escondido em caminhões e automóveis”, afirmou a PF em um comunicado. A partir das investigações, os policiais frustraram quatro remessas de cloridrato de cocaína, apreendendo quase 150 quilos no total.

Os presos foram ouvidos nas delegacias e encaminhados para presídios estaduais. “Eles responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro”, informou a PF.

Operação conjunta

Também em 19 de maio, agentes da Polícia Federal e da Polícia Civil do Paraná apreenderam quase 800 kg de maconha no âmbito da Operação Hórus. Os policiais patrulhavam o Lago Itaipu e avistaram um barco oriundo do Paraguai, atravessando para o lado brasileiro. Quando se aproximaram para realizar a abordagem, o piloto fugiu e abandonou a embarcação em um porto clandestino da região de Porto Britânia, informou a PF.

Ao efetuarem as buscas, os policiais verificaram que a embarcação estava carregada com uma substância aparentando ser maconha. “Também foi encontrada no local uma camionete branca, carregada parcialmente com a mesma substância encontrada na embarcação”, informou a PF. “Apesar das buscas realizadas no local, não foram encontrados os responsáveis pelo barco ou pelo veículo.”

A apreensão totalizou 770 kg de maconha e foi encaminhada à Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, na região da Tríplice Fronteira, juntamente com o barco e a camionete.

Dois presos por narcotráfico

Em 16 de maio, a PF prendeu dois ocupantes de um avião que carregava mais de 130 kg de entorpecentes no Aeródromo de Flores, em Manaus, no estado do Amazonas. Os agentes abordaram a aeronave e descobriram 125 tabletes contendo 56 kg de cocaína e 74 kg de maconha do tipo skunk, uma variedade de maconha criada seletivamente. O avião provinha da cidade de Tabatinga, também no Amazonas.

Os ocupantes da aeronave e suas bagagens foram levados à Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas. “Os dois homens – o piloto, de 32 anos, e o passageiro, de 21 – foram presos em flagrante por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico”, informou a PF.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Geraldine Cook e Diálogo (Comando Sul EUA). Edição, Área jornalística Oipol.

download
Área Acadêmica Oipol, formação de excelência em Inteligencia Criminal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: