Confiscam em Argentina mais de 700 quilos de maconha

  • Forças de Segurança combatem a crescente atividade dos cartéis do narcotráfico que aumentaram suas ações no território, intensificando-se nas capitais. Isto acrescenta, também, a violência e crimes, no meio de uma política frouxa no combate ao delito 

Entre 3 e 12 de junho, a Gendarmaria Nacional (GNA) e a Prefeitura Naval Argentina (PNA) confiscaram um total de 736 quilos de maconha durante vários procedimentos na região da fronteira com o Paraguai.

O primeiro caso ocorreu no dia 3 de junho na localidade de Puerto Libertad, província de Misiones. Integrantes da PNA detectaram movimentos estranhos perto da margem do Rio Paraná e, após um detalhado rastreamento, encontraram dez pacotes contendo 190 kg de maconha.

Um dia depois, em uma zona de densa vegetação na localidade de Corpus, Misiones, membros da PNA apreenderam um carregamento de 186 kg de maconha perto da margem do Rio Paraná.

No dia 8 de junho, durante uma vistoria nas cercanias da fronteira internacional com o Paraguai, integrantes da GNA confiscaram 98 kg de maconha que um homem transportava em uma motocicleta no povoado de Media Luna, na província de Formosa.

Durante os patrulhamentos de vigilância de fronteiras que a PNA realiza, foram confiscados quase 80 kg de maconha no dia 9 de junho, na região costeira da localidade de Puerto Rico, em Misiones.

No dia 10 de junho, membros da PNA apreenderam mais de 152 kg de maconha, mais uma vez na zona de Corpus, província de Misiones. A PNA encontrou cinco bolsas com a droga escondidas na vegetação do rio Paraná.

Por fim, no dia 12 de junho, uma patrulha da GNA se escondeu durante mais de 16 horas em um matagal em um monte na província de Formosa, para interceptar narcotraficantes que tentavam entrar com maconha proveniente do Paraguai.

Um paraguaio foi detido e, depois de inspecionar o material transportado, foram encontrados 43 pacotes retangulares que continham 30 kg de maconha.

Segundo o Relatório Estratégia Internacional de Controle de Narcóticos 2020 do Departamento de Estado dos EUA, as apreensões de maconha na Argentina aumentaram entre 2015 e 2018, com um total de 448,8 toneladas confiscadas durante esse período.

O relatório diz que a maioria das apreensões de maconha foram realizadas nas províncias de Misiones e Corrientes, nas fronteiras com o Paraguai e o Brasil.

“Entre 1º de janeiro e 31 de maio [de 2020], a PNA e a GNA confiscaram 24,448 kg de maconha nas fronteiras das províncias de Misiones e Formosa com o Paraguai, declarou à Diálogo o Ministério da Segurança da Argentina em um comunicado.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Juan Delgado/Diálogo. Edição, Área Jornalística OIpol.

cocaine
MESTRE EM DROGAS E TOXICOMANIAS… ESCOLA INTERNACIONAL DE CRIMINOLOGIA Área nos Estados Unidos A sociedade precisa de especialistas para o que foi chamado de “sexto poder”. O problema não é trivial, pois o tráfico de drogas é considerado o primeiro negócio do mundo em termos de volume de dinheiro manipulado (o segundo é o tráfico de armas). Veja aqui as condições…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: