Donald Trump negocia acordo histórico entre Israel e Emirados Árabes Unidos

 Ação em busca de paz e prosperidade

O presidente Trump negociou um acordo histórico entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, normalizando as relações entre os dois países e estabelecendo as bases para a paz no Oriente Médio.

“Nossa visão é de paz, segurança e prosperidade — nesta região e no mundo”, disse Trump em declaração de 13 de agosto anunciando o acordo, o primeiro do gênero em mais de 25 anos.

Conforme os termos do acordo, os Emirados Árabes Unidos e Israel vão cooperar em áreas como educação, saúde, energia, comércio e segurança. Os países vão intercambiar embaixadores, estabelecer embaixadas e iniciar voos diretos, permitindo que peregrinos de todo o mundo muçulmano visitem locais sagrados em Israel.

Trump trabalhou com as partes a fim de identificar interesses e oportunidades comuns, informou a Casa Branca.

“A abertura de laços diretos entre duas das sociedades mais dinâmicas e economias mais avançadas do Oriente Médio transformará a região ao estimular o crescimento econômico, aprimorando a inovação tecnológica e estreitando as relações entre as pessoas”, afirmam os líderes.

Através de declaração conjunta, Trump, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed Bin Zayed, afirmam estar confiantes de que avanços semelhantes entre nações do Oriente Médio são possíveis e vão trabalhar para atingir esse objetivo.

Tuíte 1:

Secretário Pompeo: Hoje é um dia histórico. Após um vigoroso trabalho diplomático por parte do presidente DonaldTrump, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e o príncipe herdeiro dos Emirados, Mohammed Bin Zayed, assinaram um acordo para normalizar totalmente as relações entre suas duas grandes nações. @SecPompeoUS government account@realDonaldTrump@netanyahu

Tuíte 2:
Secretário Pompeo: Os Estados Unidos parabenizam Israel e Emirados Árabes Unidos por essa conquista notável, que representa um passo significativo para a paz no Oriente Médio. Bem-aventurados os pacificadores. Mabruk e Mazal Tov. @SecPompeoUS government account

O acordo histórico ocorre depois que a Casa Branca, em junho de 2019, revelou o plano “Da paz à prosperidade”, no valor de US$ 50 bilhões, visando criar empregos para o povo palestino e promover investimentos na região.

Autoridades americanas afirmam que o novo acordo é o passo mais significativo rumo à paz no Oriente Médio em duas décadas e meia, e que aqueles esforços anteriores semelhantes tiveram grande impacto. Os Emirados Árabes Unidos são o terceiro país árabe a estabelecer relações diplomáticas com Israel, depois do Egito em 1978 e da Jordânia em 1994.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Michael R. Pompeo, disse por meio de uma declaração de 13 de agosto que os tratados de paz de Israel com Egito e Jordânia ainda não cumpriram seu potencial, mas considerou o crescimento econômico nesses dois países “um dividendo inequívoco da paz”.

A normalização das relações entre os Emirados Árabes Unidos e Israel é promissora para todo o Oriente Médio, acrescentou.

“Esta é uma conquista notável para dois dos Estados mais voltados para o futuro e tecnologicamente avançados do mundo, e reflete sua visão regional compartilhada de uma região economicamente integrada”, disse Pompeo. “Isso também ilustra seu compromisso em enfrentar ameaças comuns, como nações pequenas, mas fortes.”

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por ShureAmerica. Edição, Área Jornalística Oipol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: