Paraguai inibe envio de drogas para Argentina e Brasil

Em apenas uma semana, militares e policiais paraguaios impediram o tráfico de mais de 1 tonelada de drogas para os países vizinhos.

No dia 12 de julho, a Marinha Paraguaia confiscou mais de 300 quilos de maconha no Rio Paraná, pronta para ser enviada ao território brasileiro.

Agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai confiscaram 729 kg de maconha escondida em um caminhão embaixo de sacos de carvão que seguiriam para a Argentina. (Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai)

Primeiramente, os militares encontraram um saco escondido entre as pedras, às margens do Rio Paraná, na região de Remancito. “O pacote continha 29 kg de maconha prensada distribuída em 42 tijolos”, disse a Marinha Paraguaia em um comunicado.

A patrulha em seguida se dirigiu à região de Topehyi, no município fronteiriço de Presidente Franco. Ali foram apreendidos 279 kg de maconha em 315 pacotes escondidos nos manguezais do rio.

“No local havia uma embarcação tipo canoa de chapa a remo, aparentemente preparada para levar a droga para o Brasil”, informou a Marinha Paraguaia.

Por outro lado, as autoridades brasileiras interceptaram um caminhão paraguaio que cruzava a Ponte da Amizade, também na fronteira, com 65 kg de cocaína. Isso ocorreu no dia 9 de julho, durante uma operação conjunta do Exército, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública do Brasil. “[Os militares] encontraram a droga oculta na cabine do caminhão e na bagagem do motorista”, informou o site brasileiro Tribuna Popular.

Mais de 700 kg de maconha

No dia 5 de julho, a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai apreendeu 729 kg de maconha escondida em um caminhão embaixo de sacos de carvão. A droga seria destinada ao mercado argentino.

A operação foi realizada na rota de acesso à localidade de San Cosme y Damián, estado de Itapúa. Os agentes montaram uma operação surpresa de controle de pessoas, veículos e cargas, que detectou o caminhão suspeito distribuidor de carvão. O motorista foi preso.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada por Eduardo Szklarz/Diálogo. Edição, àrae Jornalística Oipol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: