O braço da Lava Jato alcança Angola

Como José Eduardo dos Santos entrou na mira da Justiça Brasileira?

O ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos vai prestar depoimento nas investigações da Operação Lava Jato, no Brasil.

A pedido da defesa do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, dos Santos deve se manifestar sobre as relações do governo angolano com a empreiteira brasileira Odebrecht.

A empresa já foi condenada no Brasil por um esquema bilionário de corrupção e propina envolvendo obras públicas. Agora, a Odebrecht precisa explicar sobre os contatos no estrangeiro, em países como a Angola. Lula está sendo acusado de ter influenciado contratos firmados pelo BNDES e a Odebrecht com Angola, na época que José Eduardo dos Santos governava o país.

Cabe assinalar que, José Eduardo dos Santos, cujo nome de batismo é José Eduardo Van Dunen[5] (Luanda, 28 de agosto de 1942) é um político e ex- ditador angolano que serviu como Presidente de Angola de 1979 a 2017. Como presidente, José Eduardo dos Santos também foi comandante-em-chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA) e presidente do Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA), o partido que tem governado Angola desde que obteve independência em 1975.

Em 11 de março de 2016, ele anunciou que deixava a carreira política em 2018, ano em que completaria 76 anos.[9] Porém acabou deixando o cargo em setembro de 2017, sendo sucedido por João Lourenço.

No vídeo, a Voz da América explica como funciona esta relação.

É procedente dizer que a informação foi facilitada por Voa New. Edição Área Jornalística Oipol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: