Chefe do SOUTHCOM aprofunda cooperação de segurança com El Salvador

Steven McLoud/Diálogo / Edição Área Jornalística Oipol – O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM), visitou El Salvador no dia 21 de outubro, onde se reuniu com o Contra-Almirante René Merino Monroy, ministro da Defesa do país, e sua equipe.

A visita foi realizada depois de o Alte Esq Faller, que está percorrendo a região da América Central, ter feito escalas em Honduras e Guatemala, onde ele conversou com líderes das nações parceiras sobre os benefícios e as conquistas das parcerias de cooperação em matéria de segurança na região.

O Alte Esq Faller e sua delegação também se reuniram com o embaixador dos EUA Ronald Johnson para discutir sobre o papel do SOUTHCOM na cooperação em matéria de segurança entre os Estados Unidos e El Salvador.

Entre os tópicos da cooperação em matéria de segurança discutidos com o C Alte Merino estavam o desmantelamento das organizações criminosas transnacionais, as operações antinarcóticos e os futuros compromissos militares.

“A visita do Alte Esq Faller e sua equipe reafirma o relacionamento sincero de amizade e confiança entre as forças armadas de ambos os países, para enfrentar essas ameaças transnacionais”, disse o C Alte Merino em seu perfil no Twitter.

Nayib Bukele, presidente de El Salvador, manifestou tais sentimentos, tuitando que seu país estava orgulhoso de ser um parceiro-chave dos EUA para combater as ameaças à segurança.

Durante sua estada em El Salvador, o Alte Esq Faller também visitou o Centro de Monitoramento Antidrogas (CMA) Comalapa, que opera através de um acordo entre os Estados Unidos e o governo de El Salvador. Esse é um dos dois centros na América Latina e no Caribe e sua função é essencial para apoiar os esforços multinacionais e interagenciais para combater o crime organizado transnacional.

A cada ano fiscal, as operações do CMA impedem a execução de operações de tráfico de drogas, avaliadas em mais de US$ 4 bilhões. Essa localização aumenta significativamente a habilidade dos EUA e das nações parceiras de patrulhar os corredores do contrabando no Pacífico Oriental, através dos quais passa mais da metade das drogas destinadas aos EUA, muitas vezes em carregamentos de muitas toneladas.

El Salvador é um parceiro valioso em matéria de segurança na luta contra o tráfico ilícito e é uma das mais de 20 nações engajadas, junto com os EUA, nos esforços cooperativos para detectar e desmantelar as organizações criminosas transnacionais no hemisfério ocidental.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: