Ações de combate a ilícitos no Brasil

  • Nas fronteiras com Suriname e Guiana Francesa

Nelza Oliveira/Diálogo / Edição Oipol, Janeiro 11, 2021– As Forças Armadas do Brasil mobilizaram, no período de 22 de outubro a 2 de novembro de 2020, 4.400 militares no combate a delitos transfronteiriços e ambientais nos estados do Pará e Amapá, no norte do país, nas fronteiras com o Suriname e a Guiana Francesa. Toda a área, localizada na Amazônia Oriental, equivale a 16,3 por cento do território nacional. A Operação Ágata Norte 2020 foi realizada em conjunto com 16 órgãos estaduais e federais, agências de segurança pública e ambientais, e contou com 72 meios navais, 100 terrestres e 14 aéreos.

Segundo o Ministério da Defesa, o trabalho interagências e com militares do Exército, da Marinha e da Força Aérea resultou na apreensão de drogas, armamentos, minério, madeiras e embarcações ilegais, além de colaborar para aumentar a presença do Estado na região amazônica e ampliar conhecimentos para futuras ações estratégicas.

A Operação Ágata Norte 2020 reuniu militares do Exército, da Força Aérea e da Marinha do Brasil, bem como 16 órgãos estaduais e federais e agências de segurança pública e ambientais. (Foto: Ministério da Defesa do Brasil)

A Ágata Norte confiscou 146.000 toneladas de manganês, a maior apreensão já realizada no Pará. Todo o minério apreendido era de origem ilegal, extraído e vendido com notas fiscais falsas. Além do minério, foram apreendidos também maquinários usados no processo.

O balanço final da operação incluiu ainda a abordagem de centenas de embarcações em inspeções e patrulhas navais, tendo sido 170 notificadas, 91 apreendidas e duas capturadas. O montante a ser arrecadado devido a infrações cometidas por descumprimento das normas da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário varia de R$ 12.840 (cerca de US$ 2.400) a R$ 409.000 (mais de US$ 76.000).

Entre os resultados estão também a incineração de 3.000 pés de maconha, equivalentes a 1 tonelada do material processado; a apreensão de 2.500 estacas de madeira sem documentação legal, 159 metros cúbicos de madeira serrada ilegal e 1.000 toras de madeiras irregulares; sete espingardas, um rifle e 510 munições; e 86 gramas de ouro. As ações resultaram em oito prisões.

Os militares também levaram atendimentos médicos e odontológicos para a população de Breves, no Pará, com o Navio de Assistência Hospitalar Soares de Meirelles. Ao todo, foram prestados 620 atendimentos médicos, 620 de enfermagem e 117 odontológicos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: