O maior narcotraficante mexicano é condenado em EUA

  • Entre as acusações, El Chapo Guzmán foi condenado por conspiração internacional para distribuição de cocaína, metanfetaminas e maconha; uso de armas e lavagem de dinheiro.
A Foto Agencia Brasil -----
O maior traficante mexicano El Chapo é preso após duas fugas de presídios – Arquivo/Mario Guzman/Agência Lusa/Direitos reservados

Um júri norte-americano condenou o narcotraficante mexicano Joaquín Archivaldo Guzmán Loera, conhecido como El Chapo, por todas as dez acusações contra ele. Ele foi julgado em Nova York, nos Estados Unidos, e pode ser condenado à prisão perpétua pelas acusações.

Entre as acusações, El Chapo foi condenado por conspiração internacional para distribuição de cocaína, metanfetaminas e maconha; uso de armas e lavagem de dinheiro. Os 12 jurados ouviram depoimentos de testemunhas e analisaram documentos.

O narcotraficante se recusou a prestar depoimento em defesa própria. O mexicano é apontado como um dos principais líderes do tráfico de drogas no mundo. El Chapo era o chefe do Cartel de Sinaloa, organização responsável pelo destino de parte da cocaína enviada para os Estados Unidos, e está preso no Manhattan Correctional Center, desde janeiro de 2017.

A idade de El Chapo é incerta porque ele tem documentos com datas distintas de nascimento: em um, teria 61 anos, em outro, 63.

Detido várias vezes desde 1993, foi capaz de fugas cinematográficas. A caçada a ele envolveu autoridades e agentes dos Estados Unidos e do México. Preso, ele foi extraditado para os Estados Unidos.

El Chapo nega ser o chefe do Cartel de Sinaloa.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC), com informações da Notimex. Edição em idioma português para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

A Logo PT - 0
Auxílio Juriídico da OIPOL, veja…

Operação no Brasil para combater tráfico de drogas y e armas

a foto agencia brasil --- -----
Tomaz Silva/Agência Brasil (EBC)

Rio de Janeiro – A Polícia Federal  (PF) deflagrou no dia 25 de janeiro a Operação Hidra de Lerna para desarticular facção criminosa que comandava um esquema de tráfico de drogas e armas, assaltos a estabelecimentos comerciais e outros crimes no estado do Amapá a partir de comando de dentro dos presídios.  Cerca de 100 policiais, entre federais, militares e agentes penitenciários cumpriram 11 mandados de prisão preventiva e 11 mandados de busca e apreensão.

A operação conta com apoio da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública no Amapá, da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais (Bope), e do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) por meio do Grupo Tático Prisional.

A ação é um desdobramento da Operação Distúrbio, conduzida pela Polícia Federal em setembro de 2018, que identificou estreitas ligações dos investigados com líderes da facção em outros estados. Durante as investigações, foi identificado que após a transferência de um ex-líder para o presídio federal, a mudança no controle da facção no estado para outros dois detentos.

Desde então a Justiça Estadual do Amapá determinou a transferência desses dois detentos do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá para um presídio federal. Alguns mandados estão sendo cumpridos no instituto de onde as lideranças regionais planejavam e controlavam a execução dos crimes.

Os investigados serão denunciados por crimes de tráfico de drogas e integrar organização criminosa. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 23 anos de reclusão.

O nome dado a esta operação é uma analogia ao termo Hidra de Lerna, que na mitologia grega, era um monstro que habitava um pântano junto ao lago de Lerna. A Hidra tinha corpo de dragão e várias cabeças de serpente. Segundo a lenda, as cabeças da Hidra podiam se regenerar. Há versões de que no lugar brotavam duas cabeças.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC). Edição em idioma português para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

ARGO-Scout-8x8-
Equipamento militar e policial Argo, de OIPOL, veja…

Federais do Brasil desarticulam esquema internacional de tráfico de armas

  • Foram detectadas diversas remessas de peças e acessórios de fuzis encaminhadas junto com produtos lícitos como andadores, peças de motocicletas, churrasqueiras, barracas de camping, a fim de dissimular seu conteúdo

A Foto Policia Federal do Brasil -Vila Velha/ES, Rio de Janeiro, Brasil – A Polícia Federal deflagrou o dia 22 de janeiro nova fase da Operação Desmonte, para desarticular esquema internacional de tráfico de armas de fogo, no Espírito Santo.

Policiais federais deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão no município de Cariacica/ES.

De acordo com as investigações, as armas eram trazidas dos Estados Unidos para a região da Grande Vitória. Elas eram usadas para fortalecer grupos criminosos especializados em tráficos de drogas, no Estado.

Foram detectadas diversas remessas de peças e acessórios de fuzis encaminhadas junto com produtos lícitos como andadores, peças de motocicletas, churrasqueiras, barracas de camping, a fim de dissimular seu conteúdo.

Nos locais de cumprimento das buscas foram apreendidos materiais de interesse à investigação, a qual continua em andamento com o objetivo de responsabilizar toda a organização criminosa. Não houve prisões.

É procedente assinalar que a informação foi fornecida pela Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo. Edição em idioma português para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

ARGO (90)
Equipamento OIPOL, fazer click aquí…

Operações policiais contra o crime em diversos locais do Brasil

  • Polícia Federal flagra casal em BR 156 com arma calibre 12, com 25 munições, um rifle calibre 30-30 Winchester, de uso restrit,o com 12 munições e uma pistola calibre 380, com 52 munições, além de 965 carteiras de cigarro contrabandeado.
  • Passageiro com 13 tijolos de cocaína e oito passageiros tentando embarcar com drogas em voos internacionais no Aeroporto Internacional de São Paulo
A Foto Polícia Federal do Brasil - - --- - -
Foto Polícia Federal do Brasil

Macapá/AP – Guarulhos/SP –  A Polícia Federal prendeu na quinta-feira (27/12) um casal por porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito e contrabando, na BR 156, com destino à Macapá/AP.

Policiais Federais abordaram um veículo que seguia sentido Macapá, na BR 156. No automóvel estavam um indivíduo, de 44 anos, que já tem passagem na polícia por porte ilegal de arma de fogo e trabalhava no garimpo do Suriname, e sua esposa. Os dois estavam indo para a cidade de Monção/MA.

Com o casal foram encontradas uma arma calibre 12, com 25 munições, um rifle calibre 30-30 Winchester, de uso restrit,o com 12 munições e uma pistola calibre 380, com 52 munições, além de 965 carteiras de cigarro contrabandeado.

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. Se condenados, poderão cumprir pena de até 11 anos de reclusão.

 Drogas na bagagem

A Foto Políacia Federal do Brasil - ---
Foto Polícia Federal do Brasil

A Polícia Federal prendeu, no Aeroporto Internacional de São Paulo, na mesma quinta-feira (27/12), um passageiro tentando embarcar com drogas na bagagem.

A PF foi acionada ante suspeita de droga na mala despachada de um passageiro que embarcaria em um voo com destino à Frankfurt/Alemanha. Após localizarem o responsável pela mala, um brasileiro, de 25 anos, os policiais o conduziram até a delegacia, onde a mala foi aberta, constatando-se que no seu interior havia um fundo falso contendo blocos de um pó branco prensado. A perícia constatou tratar-se de cocaína, cujo volume somou aproximadamente 10 kg.

O preso foi encaminhado ao presídio estadual, onde ficara à disposição da Justiça.

A Foto Polícia Federal do Brasil - - -
Foto Polícia Federal do Brasil

Drogas em voos internacionais

No Aeroporto Internacional de São Paulo, a Polícia Federal, prendeu no último final de semana, oito passageiros tentando embarcar com drogas em voos internacionais.

Na-feira (21/12), uma brasileira, de 25 anos, e um brasileiro, de 23 anos, que estavam viajando juntos, foram presos tentando embarcar em um voo com destino a Frankfurt/Alemanha, transportando aproximadamente 20 kg de cocaína em fundo falso da mala.

Em outra ação realizada no sábado (22/12), a PF prendeu um italiano, de 83 anos, tentando embarcar em um voo com destino a Lisboa/Portugal, com aproximadamente 3 kg de cocaína em fundo falso da mala. No mesmo dia, outra equipe de policiais, que fiscalizava as bagagens despachadas, prendeu uma brasileira, de 54 anos, que tinha como destino final Paris/França. Após o aparelho de raio-x detectar que a mala da conduzida continha substâncias com aparência de droga, foi realizado o narcoteste, que apresentou resultado positivo para cocaína. Aproximadamente 2 kg estavam em três volumes dentro de um embrulho de papel presente.

Outra equipe de policiais, em nova ação, abordou uma brasileira, de 25 anos, que tinha como destino final Lisboa/Portugal. Ela confessou ter engolido cápsulas com substância entorpecente. A mulher foi encaminhada para o hospital e, após a extração, foi realizado o teste na substância que resultou positivo para cocaína.

No domingo (23/12), policiais federais prenderam uma brasileira, de 26 anos, que tinha como destino final Hong Kong, após ser detectado que havia um volume excessivo no sutiã da passageira. Posteriormente, ela confessou estar transportando droga. No plantão policial, após a revista pessoal, foi constatado que, nas duas partes do sutiã, havia um forro e substância líquidas acondicionadas em preservativos. Foi realizada perícia, que comprovou tratar-se de cocaína líquida.

No mesmo dia, a PF prendeu na fila de check-in um casal de brasileiros que aparentavam certo nervosismo. O homem, de 21 anos, e a mulher, de 22 anos, tinham como destino Lisboa/Portugal. Após submeter as malas no aparelho de raio-x, foi identificada a existência de matéria orgânica na bagagem. Em sede policial, as duas malas foram abertas, localizando-se no interior das duas um total de seis invólucros. Após realizado o teste na substância encontrada, foi constatado que se tratava de cocaína, somando aproximadamente 5 kg.

Os presos serão encaminhados ao presídio estadual, onde ficarão à disposição da Justiça.

É procedente dizer que a informação foi facilitada pela Agência de Noticias da Polícia Federal. Edição em idioma português para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

 

Operação contra o tráfico de armar no Brasil

  • Polícia cumpre mandados de prisão no Rio Janeiro e Mato Grosso do Sul contra tráfico de armas

A Foto Políacia Federal do Brasil 2 13-11Rio de Janeiro – Policial civil e rodoviário federal de flagra o dia 3 de dezembro uma operação contra o tráfico de armas e munições nos estados do Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul (MS). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram cumpridos 13 mandados de prisão no Rio e quatro em Mato Grosso do Sul.

Além disso, estão sendo cumpridos 20 mandados de busca e apreensão, sendo 14 no Rio e seis no MS.

De acordo com a PRF, um inquérito – conduzido pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos da Polícia Civil do Rio (Desarme) -identificou e indiciou 20 pessoas por suspeita de integrar uma grande organização criminosa que atua em vários estados.

O grupo é suspeito de enviar milhares de munições e centenas de armas de Mato Grosso do Sul para o Rio nos últimos meses. Esse arsenal era usado por facções criminosas que exploram a venda de drogas ilícitas e por grupos milicianos na capital fluminense.

Participam da operação de hoje 80 policiais rodoviárias federais e 160 policiais civis dos dois estados.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC). Edição em português para OIPOL, Luján Frank Maraschio. Continue lendo “Operação contra o tráfico de armar no Brasil”

Crime organizado esbarra com operação policial no Rio de Janeiro

  • Polícia Rodoviária Federal apreende 34 pistolas e 2.300 munições em estrada fluminense

A Foto PRFRio de Janeiro – Policiais rodoviários federais e policiais civis do Rio de Janeiro apreenderam dia 29 34 pistolas de uso restrito (9mm e .40) na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura de Seropédica, região metropolitana do Rio. Durante a ação, também foram recolhidas 2.313 munições, 7,3 quilos de cocaína e 1 kg de crack.

O material estava dentro de um carro, conduzido por um homem de 31 anos. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a abordagem foi feita durante uma ação para reprimir o tráfico de armas e munições na rodovia. Os policiais ficaram desconfiados quando o homem ficou nervoso.

De acordo com a PRF, o motorista confessou que receberia R$ 5 mil por fazer o transporte do armamento, trazido da cidade de Maringá (PR) e que tinha como destino a cidade do Rio de Janeiro.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agência Brasil (EBC). Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

Damon
Equipamentos OIPOL

 

Elevado índice de homicídios com armas de fogo no Brasil

  • 71% dos assassinatos no pais são cometidos com esse tipo de armas. Segundo a pesquisa, entre 1980 e 2016, 910 mil pessoas foram mortas por balas, enquanto que as mortes por outros meios se manteve com números estáveis desde o início dos anos 1990.
  • Pesquisador diz que, sem Estatuto do Desarmamento, taxa cresceria 12%

Rio de Janeiro/RJ – Entre o início dos anos 1980 e 2016, o percentual de homicídios no país cometidos com armas de fogo subiu de 40% para 71% do total. Esse é mais um recorte do Atlas da Violência 2018 divulgado ontem (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Os pesquisadores apontam que ocorreu uma “verdadeira corrida armamentista” no país a partir dos anos 1980, motivada pela estagnação econômica que levou o Estado a não conseguir suprir a segurança para a população que se consolidava como maioria urbana, em uma tentativa de autodefesa dos cidadãos. O processo só foi interrompido em 2003, com o Estatuto do Desarmamento.

Segundo o pesquisador do FBSP David Marques, um estudo do Ipea aponta que, sem o estatuto, o Brasil poderia ter ainda mais homicídios do que os 62.517 ocorridos em 2016, o que equivale a uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes, a mais alta de história do país e alcançada pela primeira vez no ano analisado pelo estudo.

“Tem uma estimativa de que o Estatuto do Desarmamento, apesar de nunca ter sido implementado na sua completude, ainda assim conseguiu ser responsável por uma espécie de freio, de contenção do crescimento dos homicídios”, afirmou. Segundo com o pesquisador, sem essa legislação, as taxas de homicídios seriam 12% superiores às atuais.

De acordo com Marques, o resultado mostra a importância de se aperfeiçoar as ações de desarmamento “e ter um salto de qualidade nessa política de retirada de armas de fogo de circulação, para que a gente possa começar a pensar numa mudança de cenário com relação à violência letal”.

Armas e homicídios em geral

Segundo a pesquisa, entre 1980 e 2016, 910 mil pessoas foram mortas por perfuração de armas de fogo no país, enquanto que as mortes por outros meios se manteve com números estáveis desde o início dos anos 1990. O levantamento aponta, ainda, que os estados onde houve maior crescimento da violência letal são os mesmos onde cresceu a vitimização por arma de fogo, sobretudo no Norte e no Nordeste do país.

De 2006 para 2016, a taxa de homicídio por arma de fogo cresceu 15,4% no país, número próximo aos 14% de crescimento na taxa de homicídio em geral. A violência armada aumentou nos estados em que os homicídios também avançaram, como no Rio Grande do Norte (349,1%), Acre (280,0%), Tocantins (219,1%) e Maranhão (201,7%).

O estado com a maior proporção de homicídios por arma de fogo é Sergipe, com 85,9% dos assassinatos provocados por perfuração à bala, seguido de Alagoas, com 84,9%, e Rio Grande do Norte, com 84,6%. As menores proporções estão em Roraima, com 35,3%; Mato Grosso do Sul, com 48,6%; e no Tocantins, 54,1%.

“Isso sinaliza de forma muito clara a importância de se ter uma política consistente de retirada de armas de fogo, especialmente as ilegais, mas também de controle das armas de fogo legais, para que a gente possa ter menos crimes. Porque diversas pesquisas têm demonstrado que menos armas é menos crimes, diz Marques.

É procedente assinalar que a informação foi fornecida pela Agência Brasil (EBC). Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

cropped-organizacao1.jpg
Patrocinado. Careiras em OIPOL

Deflagram operação para desarticular grupo de milicianos no Rio de Janeiro

  • Policiais civis em ação integrada com o GAP do MP apreendem armamento, fardas do Bope, coletes e rádios transmissores

Rio de Janeiro/RJ, Brasil – Policiais civis, com apoio do GAP do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira (30/05), após recebimento de denúncia anônima, seguido de cruzamento de dados de inteligência, deflagram operação visando desarticular um grupo de milicianos atuantes na comunidade de Chaperó, em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio.

Durante a incursão no Condomínio Zafira, os milicianos resistiram efetuando diversos disparos contra os agentes. Após a entrada no bloco 8, apartamento 304, Ruan de Oliveira Dias tentou fugir pela janela, ocasião em que foi capturado pelos agentes.

No apartamento de Ruan foram apreendidos dois revólveres; quatro pistolas; uma submetralhadora MP5; uma submetralhadora 9 MM; 10 rádios transmissores; fardamento do Bope e quatro coletes, material de uso da milícia local que constantemente cobra tarifas ilegais dos moradores, como água, gás, serviços de internet e transporte.

É preciso dizer que a informação foi facilitada pela ASCOM – Assessoria de Comunicação, por Maurício Tambasco. Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

LOGO2 ING-1 -
Carreiras na OIPOL

Sequestram drogas e armas em estrada de Rio de Janeiro

  • Polícia Federal apreendem sujeitos de 57 e 66 anos de idade, que foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e tráfico de armas de uso restrito

A Foto Políacia Federal do Brasil - --- -Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na segunda-feira (28/5), dois homens que transportavam 40 kg de cocaína, um fuzil e mais de 400 cartuchos de munição calibres 9mm e 7.62, em um carro que transitava na Rodovia BR 101, na altura do município de Casemiro de Abreu.

Policiais federais foram acionados para averiguar a notícia de que um veículo estaria sendo utilizado para o transporte de drogas na referida rodovia e efetuaram a abordagem com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. A droga, a arma e as munições estavam escondidas em um compartimento sob o banco traseiro do carro e foram encontradas com o auxílio da cadela Jackie, treinada pela PF para farejar e localizar materiais ilícitos.

Os presos, de 57 e 66 anos de idade, foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e tráfico de armas de uso restrito e, após os procedimentos de praxe, foram encaminhados para o sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Cabe assinalar que a informação foi facilitada pela Agência de Noticias da Polícia Federal. Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

LOGOBIENDEFINIDO
Patrocinado. Carreira na OIPOL

Investigação revela tráfico de armas procedente do Paraguai

  • Polícia Federal combate o tráfico internacional de armas de fogo no Espírito Santo
  • Na madrugada do dia 24 de maio, quatro pessoas foram presas em flagrante na rodovia, próximo a Governador Valadares, transportando seis pistolas de fabricação turca, calibre 9 mm (restrito), com diversas munições e acessórios comprados no Paraguai e introduzidos clandestinamente no Brasil por Foz do Iguaçu

A Foto Policia Federal do Brasil -Vila Velha/ES – Rio de Janeiro/RJ- A Polícia Federal desencadeou na quinta-feira (24/5) a Operação Rajada, com o objetivo de reprimir o tráfico internacional de armas de fogo. Policiais federais cumpriram dois mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão, nas cidades de Governador Valadares e Serra/ES, expedidos pela 2ª Vara Criminal Federal de Vitória

A investigação teve início a partir da prisão em flagrante de outros integrantes do grupo em 1º de março de 2018, no Espírito Santo. Eles estavam transportando sete pistolas de calibre restrito (.40), com acessório para torna-las automáticas, e oito pistolas de calibre .380, todas compradas no Paraguai. O armamento foi encontrado escondido nos painéis de dois veículos, juntamente com diversos acessórios e munições, ocasião em que foram presos. Chamou a atenção da PF o fato de as armas possuírem calibre de uso exclusivo das polícias e do exército e ainda contarem com dispositivo conhecido como kit rajada, o que torna as pistolas automáticas aumentando muito o poder de fogo desses armamentos.

Na madrugada do dia 24 de maio, quatro pessoas foram presas em flagrante na rodovia, próximo a Governador Valadares, transportando seis pistolas de fabricação turca, calibre 9 mm (restrito), com diversas munições e acessórios comprados no Paraguai e introduzidos clandestinamente no Brasil por Foz do Iguaçu com destino à cidade de Governador Valadares/MG e ao Espírito Santo.

No decorrer do cumprimento dos mandados, mais uma pessoa foi presa em flagrante por posse de munições de calibre restrito.

O nome da operação é uma referência à denominação do dispositivo, kit rajada, encontrado no armamento.

É procedente assinalar que a informação foi facilitada pela Agência de Noticias da Polícia Federal, Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo. Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

DRACONX
Patrocinado. Carreira OIPOL

Apreendem armas, dinheiro e drogas em fazenda do estado de Rio

A Foto Polícia Civil do Rio de Janeiro ----
Foto Polícia Civil do Rio de Janeiro

ASCOM – Assessoria de Comunicação Polícia Civil de Rio de Janeiro -12/04/2018 19h24 – Atualizado em 12/04/2018 19h26 – por Maurício Tambasco – Policiais da 108ª DP (Três Rios) investigam o caso, ocorrido no dia 16 de fevereiro, após discussão no trânsito, quando Diego Nunes Abdu, que conduzia um veículo Fiat Strada, se aproximou e desferiu dois disparos de arma de fogo contra Elder Marques, atingindo seu veículo Fiat Fiorino Picape.

Os disparos atingiram a porta do veículo da vítima, em sua direção e altura, não atingindo a vítima. Após o ato, Diego fugiu. Foi iniciada criteriosa investigação, tendo o automóvel de Elder sido devidamente periciado e promovido o auto de reconhecimento por fotograma do autor pela vítima.

Aprofundando a investigação, utilizando inclusive ferramentas de geolocalização, foi obtido o endereço do pai do suspeito, em que o automóvel utilizado pelo indiciado permanecia estacionado.

Foram efetuadas diligências no intuito de confirmar o endereço do suspeito para representação por busca e apreensão da arma utilizada no crime, sendo entrevistados vizinhos que, sob condição de sigilo, forneceram informações úteis à investigação. O pai do suspeito seria um “grande agiota” e gozaria de grande prestígio social, o que intimidava os vizinhos a fornecer outras informações relevantes. Foram obtidas, ainda, informações essenciais para identificar com precisão dois endereços do suspeito.

Com fortes elementos apontando a autoria e endereços do suspeito, foi pedida à Justiça prisão temporária do suspeito, bem como por busca e apreensão em seus dois endereços.

Cumpridas as medidas cautelares, uma equipe da 108ª DP deu então, nesta quinta-feira (12/04), cumprimento às ordens. Os agentes encontraram em uma casa da Rua Afonsina, Fazenda Velha, Areal, diversas armas de fogo e munições de uso restrito, além de dinheiro, cheques, droga e documentos pertencentes ao investigado, que se encontra foragido. A diligência policial terá prosseguimento com exames de confronto balístico.

ab165eaa-01fc-4853-abc0-057f933e7f03
Patrocinado.Fazer click na foto.

As ameaças das ambições de domínio russo

Putin apresenta novas armas nucleares para se responder ao Ocidente

El presidente ruso Vladimir Putin en una conferencia de prensa en Moscú
Vladimir Putin

MOSCOU – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, apresentou nesta quinta-feira uma série de novas armas nucleares em um de seus discursos mais beligerantes dos últimos anos, dizendo que as bombas podem atingir quase qualquer lugar do mundo sem serem interceptadas.

Falando semanas antes de uma eleição que deve vencer, Putin também disse que um ataque nuclear a qualquer um dos aliados de Moscou seria visto como uma agressão contra a própria Rússia, e respondido de imediato.

Putin, que segundo as pesquisas deve se reeleger com facilidade em 18 de março, sustentou sua retórica dura com vídeos de alguns dos novos mísseis de que falava, que foram projetados em um telão atrás do líder em um centro de conferências do centro de Moscou onde discursou à elite política russa.

“Eles não conseguiram conter a Rússia”, afirmou Putin, referindo-se ao Ocidente. “Agora eles precisam levar em conta uma nova realidade e entender que tudo que eu disse hoje não é um blefe”.

Entre as novas armas que Putin disse estarem sendo desenvolvidas ou prontas estão um novo míssil balístico intercontinental, uma pequena ogiva nuclear que pode ser anexada a mísseis de cruzeiro, drones nucleares submarinos, uma arma supersônica e uma arma laser.

A plateia, composta de parlamentares russos e outros notáveis, se levantou e aplaudiu com frequência a apresentação, que culminou com a execução do hino nacional.

Cabe assinalar que a informação foi fornecida no dia 01 de março pela Reuters.

DRACONX
Patrocinado

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: