OIPOL entrega reconhecimentos à autoridades dominicanas e mexicanas

Rio de Janeiro – No Downtown, a Praça San Juan, na cidade de Bavaro, Punta Cana, República Dominicana foi o cenário onde a Organização Internacional de Polícia (OIPOL) e a Academia de Polícia Municipal (ADPM) escolheram reconhecer as autoridades de Celaya, Guanajuato, México e membros da própria ADPM.

Deve-se assinalar que a OIPOL destacou seu Coordenador Internacional, Tenente-Coronel José Quirós, que também foi homenageado.

A Organização Internacional de Polícia, registrada no banco entidades consultivas da Organização das Nações Unidas (ONU), entre todos os objetivos, estabelece diversas ações para distinguir quem trabalha por justiça.

O diretor da ADPM, coronel Pedro Ramón Disla; David Castro Vera; Pilar Torrez; Antonio Alonso Zepeda Ramírez e González Gonzáles foram distinguidos “por sua incomensurável contribuição à Segurança Pública, de grande valor à Administração da Justiça e à sociedade em geral”.

O Diretor Geral da OIPOL, Don Luján Frank Maraschio, que acompanhou o evento do Rio de Janeiro, ficou satisfeito com o objetivo alcançado e transmitiu sua aprovação aos participantes.

Procuradoria do México dirigirá investigação sobre explosão em oleoduto

a foto agência brasil -- ---
Presidente do México, Andrés López Obrador. Foto Agência Brasil (EBC).

Rio de Janeiro – Por ordem do presidente do México, Andrés López Obrador, a partir da segunda-feira (21), o procurador-geral da República, Alejandro Gertz Manero, comandará as investigações sobre a explosão de um gasoduto da Petróleos Mexicanos (Pemex) em Tlahuelilpan, Hidalgo.

Até ontem à noite (20), o balanço oficial era de 85 mortos e 58 feridos, dos quais um paciente foi transferido para Galveston, no Texas, Estados Unidos. Os demais recebem atendimentos em hospitais da região, a maioria por queimaduras.

Em entrevista coletiva, Obrador anunciou que as investigações serão conduzidas de forma transparente e independente.

A Procuradoria-Geral da República colocou à disposição do público um número telefônico para denúncias relacionadas a furtos e roubos de combustíveis. O tema virou assunto nacional e de governo, devido ao prejuízo contínuo que provoca.

Explosão

A explosão ocorreu no momento em que várias pessoas tentavam furtar combustível de dutos. A suspeita é que o acidente foi motivado pela perfuração dos dutos. Havia mulheres e crianças no local.

Obrador disse que há 59 órgãos do governo acompanhando o caso e mais de 300 pessoas envolvidas. Segundo o presidente, as buscas vão continuar. Ele pediu que a comunidade tenha “calma e tranquilidade”, pois ainda há desaparecidos no local.

O furto de combustíveis no México se tornou um problema nacional. Na semana passada, o presidente da República concedeu entrevista coletiva, na qual detalhou um plano de governo para combater esse tipo específico de crime. 

É procedente dizer que a informação foi facilitada pela Agência Brasil, com informações da Notimex (agência pública de notícias do México). Edição em idioma português para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

LOGO2 ING-1 ---
Membresía OIPOL, seja parte…

México oferece à OIPOL doar cães K9 destinados a Forças de Segurança Pública brasileiras

Rio de Janeiro/RJ  – O Coronel José González Quirós é o gestor da proposta feita pelo secretario de seguridade cidadã, Juan José González Gonzalez.

O Diretor Geral de OIPOL, Luján Frank Maraschio, e a Missão Rio de Janeiro estão analisando as corporações que mais precisam de o tipo de dotação para a luta contra o crime. O coronel Quirós, informou que os K-9 são excelentemente preparados por pessoal  profissional da polícia mexicana, em rastreou  e proteção.

Cabe assinalar que, o Coronel José González Quirós, desde a República Dominicana, é o enlace da Organização Internacional de Policiais (OIPOL) com o setor Segurança Publica do México. Ele e o Diretor Geral da organização agradece  todos os membros, os treinadores e ao secretario de Seguridade e Cidadania, Juan José Gonzalez González.

É procedente dizer que, segundo Quirós, os protagonistas do nobre gesto são:

Daniel Zepeda, Ramirez Jesús,Octavo Zepeda, Ramirez Fernando, Zepeda Ramirez Crisanto, David Zepeda, Ramirez e Martin González Maqueda e seu servidor Antonio Alonso Zepeda.

By OIPOL.

A INTERNATIONAL1 (1)
Carreiras na OIPOL

Grupos criminosos suspeitos de desviar recursos da União destinados à educação

  • 30 municípios, contatando por meio de lobistas, para direcionar licitações de fornecimento de recursos em cujos valores totais ultrapassam R$ 1,6 bi
  • Polícia Federal investiga irregularidade em merenda escolar em diversos municípios

cropped-a-foto-polc3adacia-federal-do-brasil-1.jpgSão Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou na quarta-feira (9/5), em parceria com a Controladoria Geral da União, a Operação Prato Feito, para desarticular cinco grupos criminosos suspeitos de desviar recursos da União destinados à educação em municípios dos estados de São Paulo, Paraná, Bahia e Distrito Federal.

Foram cumpridos 154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e decisões de suspensão de contratação com o poder público referentes a 29 empresas e seus sócios. Todas as medidas foram expedidas pela 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo e pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

O inquérito policial foi instaurado em 2015, a partir de informação apresentada pelo Tribunal de Contas da União relatando possíveis fraudes em licitações de fornecimento de merenda escolar em diversos municípios paulistas.

As investigações apuraram que os grupos criminosos agiriam em 30 municípios, contatando prefeituras por meio de lobistas, para direcionar licitações de fornecimento de recursos federais para a educação destinados ao fornecimento de merenda escolar, uniformes, material didático e outros serviços.

Há indícios do envolvimento de 85 pessoas, sendo: 13 prefeitos, 4 ex-prefeitos, 1 vereador,  27 agentes públicos não eleitos e outras 40 pessoas da iniciativa privada. A Controladoria Geral da União identificou, ao longo das investigações, 65 contratos suspeitos, cujos valores totais ultrapassam R$ 1,6 bi.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de fraude a licitações, associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva, com penas que variam de 1 a 12 anos de prisão.

Haverá entrevista coletiva, às 11h, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, localizada na Rua Hugo D’Antola, 95 – Lapa de Baixo.

É procedente assinalar que a informação foi fornecida pela Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo. Edição para OIPOL, Luján Frank Maraschio.

ORGANIZACAO1
Patrocinado, click para afiliação na OIPOL

Ameaças e injurias à OIPOL, estão identificados os autores

LOGO2 PORTNota OIPOL

Idioma português

Referente com ameaças e injurias efetuadas faz um tempo atrás  á integrantes de OIPOL (texto oficial no pê da presente nota), a organização na atualidade continua sendo objetivo dos mesmos ataques (via redes sociais).

A Diretoria Geral da OIPOL, hoje está em condições de informar que se tratam, en principio, de dois pessoas (um, de nacionalidade mexicana, componente de uma “entidade” que seria votada á instrução de pessoal policial (de origem argentina, da cidade de Córdoba – com “representação” no Brasil), e outro de nacional argentina, que seria o “presidente” dessa mesma “entidade”). Estamos em nosso poder com as imagens, os textos com injurias y difamações, como também os nomes dos indivíduos. A máxima autoridade da OIPOL, pelo secreto profissional, pelo momento decidiu proteger a filiação dos sujeitos involucrados em os atentados, que fará pública quando seja possível.

Idioma espanhol – Nota OIPOL

Amenazas e injurias a OIPOL, están identificados los autores  

Referente a amenazas e injurias efectuadas hace un tiempo atrás  a integrantes de OIPOL (texto oficial en el pie de la presente nota), la organización en la actualidad continúa siendo objetivo de los mismos ataques(via redes sociales).

La Dirección General OIPOL, hoy está en condiciones de informar que se tratan, en principio, de dos personas (uno, de nacionalidad mexicana, componente de una “entidad” presuntamente dedicada a la instrucción de personal policial (de origen argentina, de la ciudad de Córdoba – con “representación” en Brasil), y otro de nacional argentina, que sería el “presidente” de esa misma “entidad”). Tenemos las imágenes, los textos con injurias y difamaciones, como también los nombres de estos individuos. La máxima autoridad de OIPOL, por secreto profesional, por ahora decidió proteger la filiación de los sujetos involucrados en los atentados, que hará pública cuando sea posible.

Nota de agosto 2017 – Idioma português

A Organização Internacional de Polícia (OIPOL), por intermédio de sua Direção Geral, denuncia intimidações e ações arbitrárias de integrantes de uma organização com sede na República Argentina que, por enquanto reservamos seu nome e daqueles que operam infundadamente sobre membros do corpo Dos Diretores da OIPOL. Tais ações estão sendo devidamente registradas para iniciar processos legais, civis e criminais.

A Organização Internacional de Polícia (OIPOL) rejeita estritamente ameaças e impugna publicações mencionando os nomes de Diretores e colegas próximos da organização, colocando as versões de conhecimento público que não possuem apoio e veracidade.

A Organização Internacional de Polícia (OIPOL) baseia-se em conceitos de Justiça, incorporada na luta contra o crime organizado, o terrorismo e com altos conceitos morais, entre outras coisas.

A OIPOL não aceita membros que tenham que ver com delitos de qualquer natureza, por essa razão, cada um dos membros deve se submeter aos regulamentos rígidos, que, entre outras coisas, são obrigados apresentar certificações de falta total de antecedentes criminais, declarar sob juramento não ter tido historial de violência de gênero / violência familiar, ou ser investigado por atos relacionados ao terrorismo, tráfico de drogas, tráfico de pessoas, venda de armas, corrupção e não ter consumido drogas ilícitas, etc.

OIPOL é uma organização de origem brasileira com projeção e relações internacionais que atua legalmente, registrou todas as suas imagens institucionales e legalmente constituída com Processo Número 913019470.

Direcção-Geral OIPOL

Idioma espanhol

La Organización Internacional de Policías (OIPOL), a través de su Dirección General, denuncia intimidaciones y acciones de carácter arbitrarias de integrantes de una organización radicada en la República Argentina que, por ahora reservamos su denominación y de quienes están operando infundadamente sobre integrantes del cuerpo de directores de OIPOL. Tales acciones están siendo registradas adecuadamente para iniciar procesos legales, civiles y penales.

La Organización Internacional de Policías (OIPOL) repudia terminantemente los hechos de amenazas e impugna publicaciones realizadas haciendo mención de nombres de Directores y colegas cercanos a la organización, poniendo en conocimientos del público versiones que carecen de sustento y veracidad.

La Organización Internacional De Policías (OIPOL) está basada en conceptos de Justicia, incorporada a la lucha contra el crimen organizado, el terrorismo y con altos conceptos morales, entre otras cosas. OIPOL no acepta integrantes que tengan que ver con delitos de cualquier naturaleza, por ello cada uno de los integrantes debe someterse al reglamento estricto, que entre otras cosas, son obligados a presentar certificaciones de falta total de antecedente penales, declarar bajo juramento no haber tenido historial de violencia de género / violencia familiar, ni estar investigado por hechos relacionados con terrorismo, narcotráfico, trata de personas, ventas de armas, corrupción y no haber consumido drogas ilícitas, etc.

OIPOL es una organización de origen brasileña con proyección y vínculos internacionales que opera legamente y posee registradas todas sus imágenes institucionales y constituida legalmente bajo el Número de Proceso 913019470.

Dirección General OIPOL

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: